Departamento Jurídico 4.0: 4 dicas essenciais para estruturar a área de Compliance

Para ter o Compliance do seu departamento jurídico fora da curva, siga esses conselhos.

Se você acompanha minimamente os principais temas que surgem no universo jurídico, você com certeza já ouviu falar nessa palavra em inglês: compliance. Dentre tantos assuntos em alta do Direito 4.0, a necessidade de um instituto fiscalizador nas organizações nunca foi tão indispensável.

O departamento de compliance se tornou ainda mais necessário com a mudança comportamental da sociedade. Hoje, antes de admirar uma organização, o consumidor considera e avalia a reputação e a imagem da empresa. Por isso, estar de acordo com a conformidade da lei e com as políticas internas podem ser bons caminhos para uma boa gestão de compliance.

Você já reparou na importância desse setor para o Departamento Jurídico? Não faltam desafios legais no dia a dia da advocacia interna. Por isso, a parceria entre Compliance e Departamento Jurídico precisa ser cada vez mais motivada.

Se você ainda não apostou no desenvolvimento do departamento de Compliance dentro da sua advocacia interna, esse é o momento! Cada dia mais os in-houses necessitam de apoio quando o assunto é cumprimento de normas e leis, e o compliance officer pode ajudar quanto a isso.

Para você colocar a mão na massa e implementar o setor de compliance em seu departamento jurídico, a Future Law se adiantou e separou 4 dicas essenciais para a estruturação da área de Compliance na advocacia In-house. Confira abaixo:

Desenvolva um código de ética e de conduta

Antes de qualquer coisa, uma organização deve se atentar aos princípios éticos que os norteiam. Para isso, é indispensável o desenvolvimento de um código de ética e de conduta! Esse documento funciona como o coração do compliance e todos os colaboradores precisam estar cientes do seu conteúdo. Então, o primeiro passo é desenvolver um código de ética e de conduta para, a partir disso, fundamentar estratégias e ações.

Preze por uma boa cultura organizacional

Não adianta em nada desenvolver política interna se os colaboradores não estão cientes e atuando conforme o previsto pelas iniciativas do setor. Para o sucesso efetivo da área de compliance é essencial a comunicação constante e sólida com os funcionários da organização. Esse relacionamento pode ser realizado através de treinamentos e com o incentivo da transparência entre setores.

Atente-se para a LGPD

Que a Lei Geral de Proteção de Dados alterou muitas áreas do Direito, todos sabem. Mas você sabia que o Compliance também precisou se adequar às novas normas? Para estruturar esse setor da maneira correta, é necessário que os profissionais jurídicos estejam atentos à LGPD, adaptem seus códigos de conduta e implementem estratégias inteligentes para a conformidade da lei na organização.

Avalie bem os riscos

Como último item para a estruturação sólida da área compliance no jurídico interno, separamos a preocupação com os possíveis riscos do departamento. Um dos maiores objetivos do compliance é justamente assegurar a conformidade da lei da instituição e ajudar na mitigação de possíveis crises de reputação. Então, a regra é simples: quanto maior a preocupação com os riscos, mais curta será a resposta aos desafios do departamento.

Curtiu as dicas? Com esses 4 principais passos, a estruturação de uma área de compliance no departamento jurídico se torna mais consistente e completa! Agora, se você é in-house (ou pretende ser) e quer se aprofundar nesse e em outros temas da advocacia in-house, você precisa se inscrever no curso Departamento Jurídico 4.0!

O nanodegree foi pensando em você, profissional jurídico, que deseja dominar as estratégias certas para o gerenciamento de um departamento que não para de crescer e que cada vez mais está imerso no universo 4.0 do Direito!

Se inscreva no curso e esteja por dentro de todas as ferramentas e áreas de atuação desse setor:

Autores

Raíssa Amaral
Copywriter na Future Law