Nubank adere ao Pacto Global da ONU com aposta no ESG

ESG. Nubank adere ao Pacto Global da ONU. Entenda como empresas lucram ao investir nas áreas ESG.

Nubank adere ao Pacto Global da ONU com aposta no ESG.

Você sabe o que é o Pacto Global das Nações Unidas?

É uma convocação liderada pelo Secretário Geral das Nações Unidas para que as empresas de todo o mundo alinhem suas operações e estratégias a dez princípios universais (objetivos de desenvolvimento sustentável) nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e anticorrupção

Alguém esqueceu que, em 2020, a Cristina Junqueira, fundadora do banco, disse que não contratava pessoas negras pois faltavam requisitos técnicos?

O unicórnio parece ter aprendido com a gafe, que rendeu cobranças da população e até de investidores.

No início de 2022, ao ingressar no Pacto, o Nubank se compromete a enviar relatórios públicos mensais que medem o progresso de 10 índices relacionados aos ODS (objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU), estritamente ligados à temática ESG.

A polêmica do banco não é a primeira que trazemos ao blog, houve também a do Linkedin, igualmente ligada ao tema de vagas afirmativas.

O investimento em práticas comprometidas com o mundo e com as pessoas dá resultado. De acordo com um estudo da Mckinsey, tais esforços podem retornar valor para as empresas das seguintes maneiras:

  • Facilitar o crescimento de receita;
  • Reduzir custos;
  • Minimizar intervenções regulatórias e legais;
  • Aumentar a produtividade dos funcionários;
  • Otimizar investimento e gastos de capital.

Os pontos positivos podem ser exemplificados facilmente. Imagine só uma empresa atenta aos deveres cívicos e ambientais. Ela tem mais facilidade para obtenção de capital, atrai mão de obra diversa, qualificada e altamente exigente em relação ao ambiente de trabalho. Investir em energias renováveis, por exemplo, pode trazer diminuição em gastos de energia. Por outro lado, uma empresa que respeita seus funcionários está menos sujeita a figurar no polo passivo de uma ação trabalhista.

O estudo da Mckinsey menciona também a criação de uma métrica que leva em conta a quantidade de água gasta e a receita de uma empresa. Após a análise dos dados, foi identificado que há uma correlação entre eficiência energética e retorno financeiro. Os exemplos são infinitos...

É um mercado de que já alcança 30 milhões de dólares e impacta positivamente o mundo. Algumas empresas já iniciaram suas investidas nestas áreas, de acordo com o Pacto Global as companhias têm focado nas seguintes áreas:

  • Criação de mecanismos internos de compliance e governança que inibam práticas desleais dentro das empresas (79%);
  • Gestão de resíduos (reciclagem e reaproveitamento de insumos) (76%);
  • Criação de comitês e instâncias de governança que contribuam para integridade da organização (68%);
  • Apoio emergencial à Covid-19 (61%);
  • Apoio às comunidades do entorno (60%).

Você vai ficar de fora?

Confira nosso curso ESG na Prática.

Autores

Lucas Gouvea
Head de Produto Digital e Marketing na Future Law